A empresa Redux já havia surpreendido o mercado com as suas implementações avançadas de superfícies tácteis interactivas integradas em ecrãs, assim como sistemas de som integrados em painéis planos, nomeadamente nos ecrãs dos próprios televisores LCD. Agora, a Redux implementou uma coluna em barra, vulgo soundbar, usando a sua tecnologia SurfaceSound que já havia aplicado em tablets e televisores, usando vidro quimicamente reforçado, tal como o produzido pela Gorilla Glass, em altifalantes com níveis de fidelidade de áudio excepcionais. Ao dispensar a profundidade exigida pelos altifalantes convencionais, esta Redux Soundbar é bastante mais fina do que as colunas tipicamente comercializadas hoje em dia para colocar debaixo dos televisores que se encontram no mercado.
 
Segundo a Redux, esta tecnologia pode ser implementada igualmente em dispositivos bastante pequenos, tal como um smartphone ou mesmo dispositivos portáteis como relógios e pulseiras (wearables), da mesma forma que a empresa já o fez em grandes superfícies como televisores e mesmo janelas de vidro. Para esta implementação de referência, a Redux optou por criar a sua Soundbar com um comprimento de 123 cm, perfeito para ficar debaixo de um televisor HDTV de 55 polegadas, tendo o actual protótipo uma espessura extremamente reduzida.
 
O design resultante apresenta uma superfície frontal de vidro a partir da qual é gerado o som, com uma aparência muito semelhante aos actuais televisores, tornando-se assim na prática num sistema de “coluna invisível”
 
No painel frontal deste protótipo da Redux Soundbar está uma peça única de vidro Gorilla Glass de 0,7mm, à qual estão associados vários transdutores de inércia produzidos pela própria empresa. A dispersão do som é feita directamente a partir do vidro, eliminado aberturas, ventiladores, grelhas e outros elementos acústicos típicos de colunas tradicionais, resultando num monobloco totalmente selado. A coluna é capaz de reproduzir um espectro ampliado de frequências directamente a partir dos transdutores, sendo as ondas sonoras amplificadas através da superfície do vidro, tal como em qualquer outra coluna plana. Neste caso, sendo uma coluna soundbar para complementar televisores, os canais esquerdo, centro e direito podem ser reproduzidos directamente, de forma a que a pessoa que está a assistir em frente ao televisor possa ter um palco sonoro tão amplo quanto possível, tendo os diálogos de um programa multicanal ou de uma emissão claramente colocados ao centro, e os sons ambiente especializados de forma envolvente. A coluna é capaz de reproduzir mesmo as frequências mais altas, acima dos 20kHz, enquanto as frequências graves chegam aos 100Hz – pedindo assim naturalmente a presença de uma coluna externa de subgraves. Acima de tudo, este protótipo da Redux Soundbar permite atingir níveis de som bastante mais elevados do que as tradicionais colunas planas, superando assim as típicas limitações de som dos altifalantes integrados nos televisores e fornecendo um som que é capaz de dominar a sala.
 
Segundo a empresa explica, o processo de vidro quimicamente reforçado – actualmente usado no vidro frontal dos ecrãs dos smartphones e tablets – confere a este material os atributos adequados à tecnologia de áudio Redux SurfaceSound (igualmente descritas como Altifalantes de Modo Distribuído - Distributed Mode Loudspeakers). O amortecimento natural do vidro, combinado com a resposta de impedância introduzida ao nível do próprio sistema da barra sonora permite uma separação do som de acordo com o efeito estéreo, criando um “palco sonoro” que respeita a produção original dos sinais, seja num filme ou num tema musical.
 
Este protótipo resulta igualmente num sistema simples que pode ser produzido com custos extremamente reduzidos, sendo que três transdutores são capazes de gerar o nível de fidelidade que é exigível numa coluna soundbar em aplicações LCR. A Redux diz que realizou mesmo comparações subjectivas entre algumas soundbars mais caras e colunas convencionais, provando que esta “coluna económica” é capaz de competir ou superar produtos existentes no mercado a mais de 1000 euros. Quando combinamos essa fidelidade com a estética simples de uma superfície de vidro negro por baixo de qualquer televisor, a solução torna-se claramente apelativa.
 
  > Visitar o website da Redux