No que diz respeito a testar novos circuitos, as comunidades de electrónica open-source por todo o mundo não estão normalmente em posição de gastarem milhares de euros em sistemas de teste topo de gama. O projecto Red Pitaya veio expandir as capacidades disponíveis em sistemas de bancada na área de teste e medida, oferecendo uma plataforma com processador Xilinx Zynq com um duplo núcleo ARM Cortex-A9 MPCore e as funcionalidades programáveis de uma solução FPGA. Igualmente integrados estão dois interfaces RF analógicos, quatro E/S analógicas de baixa largura de banda, 16 portos GPIO, uma porta Ethernet e um slot de cartões Micro SD. O seu sistema operativo é baseado em GNU/Linux e pode ser programado a múltiplos níveis, usando uma grande variedade de interfaces de software, incluindo HDL, C/C++, linguagens de scripting e interfaces web baseados em HTML.
 
Desde o início deste projecto que os responsáveis pela plataforma Red Pitaya reconheceram as capacidades das comunidades de entusiastas de electrónica, onde o suporte para uma determinada plataforma open-source vem quase sempre permitir que esta se torne auto-sustentável graças à generosidade dos utilizadores que partilham os seus conhecimentos através das redes sociais, encorajando por sua vez ainda mais os seus mentores. O website da Red Pitaya disponibiliza a toda a comunidade a sua área ‘Backyard’ e uma área de ‘Bazaar’ onde código finalizado pode ser implementado num número crescente de instrumentos de teste e pode ser descarregado para configurar a própria plataforma de teste.
 
Segundo afirma Philip Dock, global head of product and supplier management da RS, “a plataforma Red Pitaya é uma ideia verdadeiramente inovadora que tem tudo para se transformar num espaço dedicado ao teste e medida. É uma plataforma compacta e poderosa que serve de bloco de construção para múltiplas aplicações de T&M mas com um preço inferior a 500 dólares, o que a transforma no primeiro sistema de instrumentação a chegar ao mercado acessível a todos”.
 
A RS Components (RS) decidiu assim assinar um contrato exclusivo de distribuição da plataforma Red Pitaya, distribuindo a nível global o primeiro produto desta inovadora empresa, uma placa única, já com aplicações de instrumentação e controlo que permitem substituir muitos equipamentos de laboratório bastante mais caros.
 
A Red Pitaya recebeu originalmente um importante suporte através da comunidade do Kickstarter, onde o seu objectivo de financiamento foi multiplicado por cinco, logo depois da fundação do projecto em Junho de 2013. O enorme interesse gerado no projecto Red Pitaya pode ser atribuído ao facto de ser baseado numa abordagem em ecossistema, onde se combina a plataforma hardware baseada em Xilinx com o repositório open-source de aplicações que começaram desde logo por disponibilizar um gerador de forma de onda, um osciloscópio e um analisador de espectro.
 
A área do ‘Bazaar’ no site da empresa disponibiliza já múltiplas aplicações de teste e medida para além das iniciais e pode ser facilmente acedido a partir de qualquer browser num tablet ou computador.
 
A RS irá também impulsionar esta plataforma através da divulgação de aplicações para formação.
 
  > Visitar o site da Red Pitaya   > Visitar o website da RS Components