A STMicroelectronics, um dos maiores fabricantes mundiais de semicondutores tem vindo a fazer uma forte aposta na área de microcontroladores seguros, respondendo às necessidades crescentes de aplicações electrónicas conectadas e ecossistemas de pagamentos, tal como aqueles que estão a ser aplicados por bancos mas também pelas grandes empresas de aviação para ajudar a crescer a sua comunidade de passageiros frequentes.
 
Um caso de estudo foi recentemente divulgado pela STMicroelectronics que detalha a forma como a empresa forneceu um chipset microcontrolador seguro à Qantas, a empresa de aviação Australiana, para esta implementar o seu cartão de fidelização, de forma a facilitar o check-in nos aeroportos para passageiros e bagagens, ao mesmo tempo permitindo que o mesmo cartão de passageiro frequente seja utilizado para transações em diferentes moedas, naquilo que a própria Qantas denomina de “travel money”.
 
A STMicroelectronics tem sido o parceiro eleito pela Qantas para cartões e etiquetas electrónicas desde 2010, quando a companhia de aviação introduziu a sua nova geração de cartões de fidelização, combinando sistemas de check-in de detecção por proximidade e etiquetas de bagagem RFID que permitem simplesmente despachar a bagagem em sistemas automáticos.
 
No ano passado, a Qantas introduziu funcionalidades de cartão de crédito nos seus cartões de passageiro frequente, criando assim um poderoso ecossistema de viagens combinado com transações financeiras. Este ecossistema responde aos objectivos da companhia de “Simplificar o Negócio da Aviação” definidas pela associação IATA (International Air Transport Association), introduzindo um sistema de parcerias que permite que múltiplas empresas se possam associar e oferecerem mais serviços e funcionalidades combinadas, aumentando assim futuramente ainda mais o interesse dos passageiros. O cartão Qantas Cash-Card torna-se assim numa ferramenta de viagem extramente flexível, combinando 9 “carteiras” virtuais que permitem acomodar transações em até 9 divisas diferentes e associar mesmo diferentes programas de fidelização, tal como cadeias de hotel e rent-a-car, constituindo uma solução completa para viagens por todo o mundo. Com este sistema torna-se possível converter e transferir fundos de forma instantânea entre as 9 divisas diferentes. O cartão usa uma arquitectura única de dois subsistemas de forma a assegurar a segurança dos dados do utilizador e as transações financeiras, combinando o EMV (EuroPay, MasterCard, Visa) que suporta a função de crédito e a aplicação LOYALTY que dá suporte ao acesso ao check-in e funções dos parceiros. A abordagem exigiu a implementação de um sistema de certificação de nível EMV melhorado para assegurar e confirmar que a applet do cartão mantinha os níveis exigidos de segurança sem comprometer as operações EMV. Esta implementação de microcontroladores seguros embebidos em cartões com chip foi desenvolvida em parceria com a ABnote, uma empresa especializada em cartões de fidelização, cartões de brinde, códigos de barra e soluções de logística.
 
“Em conjunto com a ABnote, a oferta de sistemas seguros e controlo da ST que disponibilizámos à Qantas está em total sintonia com os objectivos definidos na visão IATA 2020 de agilizar e controlar o fluxo de pessoas, bagagens, bens e informação em toda a infraestrutura de aviação”, diz Francois Guibert, Vice-Presidente Executivo e Presidente da Região da China e Sul da Ásia da STMicroelectronics. “A tecnologia da ST vai permitir que as pessoas que viajam se sintam bastante mais cómodas e seguras ao longo de todos os processos de contacto da sua experiência”.
 
  > Visitar o website da STMicroelectronics
 
  > Visitar o website da ABnote