Apontando claramente a aplicações como carregadores de smartphones e tablets ainda mais compactos que podem beneficiar de encapsulamentos miniaturizados, estes novos rectificadores de barreira da NXP Semiconductors passam a ser os mais compactos na sua categoria.
Os novos rectificadores Schottky NXP PMEG45U10EPD e PMEG45A10EPD são os primeiros dispositivos de 10A e 45V a ficarem disponíveis no novo encapsulamento CFP15 (SOT1289). Este novo desenho CFP (Clip FlatPower Package) tem dimensões extremamente compactas de 4,3 mm x 5,8 mm e uma espessura de apenas 0,8 mm, tornando-se assim ainda mais fino do que os rectificadores em encapsulamento PowerDI5 e SMPC (TO-277A) que têm o mesmo arranjo de pinos e que são os que estiveram disponíveis até agora. Esta dimensão combinada com um desempenho superior tornam os dispositivos PMEG45U10EPD e PMEG45A10EPD na solução que o mercado exigia para se criarem carregadores de smartphones e tablets ainda mais compactos, para além de responderem a aplicações de conversão CC para CC e fontes comutadas, protecção de polaridade e comutação de alta velocidade. De acordo com a NXP, estes novos rectificadores Schottky de 10A garantem uma redução de tensão de apenas 350 mV na corrente ascendente de 10A e uma temperatura de junção de 85°C, atingindo assim os níveis de eficiência e especificações de saída que se tornam necessários para ciclos de carregamento rápido. Com capacidades para picos elevados de corrente e uma tensão de ruptura garantida acima de 45V, estes novos dispositivos cumprem com as exigências de segurança para carregadores até 15W com uma tensão de saída de 5V.
 
O PMEG45A10EPD tem uma capacitância de apenas 900pF (típica) a 1 V, enquanto o PMEG45U10EPD tem uma capacitância de 1200pF (típica) a 1 V.
 
O encapsulamento CFP15 tem um desenho com dissipador exposto para ajudar a resolver a resistência térmica e optimizar a transferência de calor para o ambiente, permitindo assim tornar os carregadores ainda mais finos. As partes frontais dos condutores destes dispositivos são também estanhadas e podem ser soldadas, permitindo assim inspecção óptica.
 
Os responsáveis da NXP afirmam que o desenho deste novo encapsulamento CFP15 começou apenas agora a ser explorado o que irá permitir à marca alargar ainda mais o catálogo de rectificadores Schottky com modelos até 60 V e 15 A, respondendo nomeadamente à procura que também existe na indústria automóvel.
 
Ambos os dispositivos estão disponíveis desde já para amostras e produção em volume.
 
  > Saber mais sobe o rectificador PMEG45U10EPD
 
  > Saber mais sobe o rectificador PMEG45A10EPD
 
  > Mais detalhes sobre o encapsulamento CFP15 (SOT1289)