Tal como nós já tínhamos avisado, estão a chegar as estações de trabalho com ecrãs 4K. Durante o certame CES 2014, em Janeiro, a Toshiba tinha feito a revelação ao mercado de que iria lançar dois laptops com ecrãs 4K. O portátil Satellite P50t, mais orientado para entretenimento (disponível desde Abril 2014) e a primeira estação de trabalho portátil com um ecrã Ultra HD 4K, Tecra W50, ambos com ecrãs de 15,6 polegadas. A estação Tecra W50 ficou entretanto disponível e tem preços que começam em 2249 dólares ou cerca de 2000 euros.
 
O novo portátil Toshiba Tecra W50 é uma verdadeira estação de trabalho profissional num laptop e tem um ecrã com uma resolução de 3840 x 2160, ideal para visualização detalhada de dados, engenharia CAD, animação 3D e obviamente produção de conteúdos. Ou seja, enquanto esperamos pelos futuros iMacs e MacBook Pro com ecrã 4K, já temos pelo menos o Panasonic Toughbook 4K de 20” e agora este portátil da Toshiba para correr aplicações em Windows 8.
 
Estamos perante um computador extremamente potente, ideal para as tarefas visuais e de cálculo mais intensivas, num formato portátil. O Tecra W50 tem um ecrã IGZO Ultra HD 4K de 15,6 polegadas com uma resolução nativa de 3840x2160 e 282 PPI. Este tipo de ecrã permite visualizar imagens extremamente bem definidas e detalhadas, com quatro vezes a resolução que estamos habituados a ver em ecrãs Full HD – uma solução ideal para engenharia e ferramentas 3D profissionais, para produção de conteúdos, assim como para radiologistas e outros profissionais de saúde que precisam ver imagens auxiliares de diagnóstico bem detalhadas. Para melhorar ainda mais a experiência visual, em particular para quem trabalha com fotografia, design gráfico e cinema, cada ecrã dispõe de ferramentas de calibração de cor, beneficiando de um espectro de cor e ângulos de visionamento alargados.
 
“A resolução 4K Ultra HD amplia as possibilidades para criação de conteúdos engenharia e design e permite que os profissionais de saúde possam disponibilizar ferramentas de diagnóstico de grande visibilidade, em qualquer local para onde se pode levar um portátil”, afirma Carl Pinto, vice-presidente de marketing da Toshiba. “Aplicámos anos de experiência e recursos técnicos para desenvolver ecrãs 4K que vão ajudar os engenheiros e muitos outros profissionais a levar o seu trabalho para um patamar inteiramente novo”.
 
A nova estação de trabalho Tecra W50 conta precisamente com todos os recursos de alto desempenho que seriam de esperar para um computador que se destina a este tipo de aplicações mais exigentes, usando um processador Intel Core i7 quad-core de quarta geração e quatro slots de memória de alta velocidade configuráveis até 32GB. Tal como seria de esperar numa estação de trabalho portátil, as capacidades gráficas são também expandidas com 2GB de memória GDDR5 dedicada num sistema NVIDIA Quadro K2100M para acelerar aplicações profissionais.
 
Ao mesmo tempo, esta estação de trabalho tem um design ultra-robusto e é um dos portáteis mais leves na sua classe, pesando apenas 2,7 quilos. Conta igualmente com um teclado com retroiluminação LED com secção numérica, assim como um dispositivo apontador AccuPoint integrado, para além da superfície clickpad que permite trabalhar de forma confortável. E como não podia deixar de ser, esta estação de trabalho vem equipada com duas portas USB 3.0 e uma USB 2.0, leitor de cartões de memória, conector combo eSATA/USB, slot Express Card e HDMI, para além de uma porta VGA. A porta VGA é a única coisa que realmente já não se entende num computador deste nível. É incompreensível porque é que os fabricantes insistem ainda em usar uma porta analógica desactualizada e de baixa resolução num computador com ecrã 4K, ainda por cima porque ocupa um espaço desnecessário num portátil, destruindo a elegância do próprio desenho.
 
A Toshiba não diz nada ainda sobre o suporte de ecrãs externos em 4K, sendo de esperar que a porta única HDMI seja já actualizada para suportar esta resolução (HDMI 2.0). Segundo a Toshiba, este Tecra W50 torna simples partilhar e sincronizar dados em qualquer ambiente, com Wi-Fi, porta de rede Gigabit LAN e uma porta opcional Mini Serial para expansão. Graças aos novos chips controladores USB 3.0 mais recentes, torna-se possível mesmo carregar tablets a smartphones com o portátil em modo suspenso, graças à função Sleep & Charge.
 
O Tecra W50 tem igualmente um conector de docagem que permite usar o acessório de secretária Hi-Speed Port Replicator III da Toshiba, permitindo chegar ao escritório e ligar o computador ao ambiente de trabalho sem esforço.
 
  > Visitar o website da Toshiba Portugal