My Cart
0 items$0.00

A Keysight Technologies (a nova designação da anterior divisão de teste e medida da Agilent) anunciou a disponibilidade de uma nova opção de análise no domínio da frequência (FDA) para os seus osciloscópios em tempo real onde, pela primeira vez na indústria, são os próprios utilizadores a definir a extensão do espectro.

A nova opção FDA amplia as capacidades dos osciloscópios das séries Keysight Infiniium e InfiniiVision permitindo agora a aquisição de sinais e a sua visualização no domínio da frequência no osciloscópio, assim como fazer medições neste domínio. A opção N8832A-001 inclui a aplicação, o código fonte da aplicação e software MATLAB, permitindo maiores capacidades de teste e medida com estes instrumentos.

A aplicação FDA fornece importantes capacidades de análise em frequência incluindo visualização de potência de densidade espectral (PSD) e espectrograma, normalmente existentes exclusivamente em analisadores de espectro e software especializado de análise no domínio da frequência. Além disso, as medições feitas no domínio de frequência incluem picos relevantes na PSD e largura de banda, relação sinal ruído, distorção harmónica total (THD), SFDR e erros de frequência, permitindo manter a capacidade de osciloscópio na aplicação para configuração de medições repetidas. Opcionalmente, torna-se possível ter acesso a comandos SCPI (Standard Commands for Programmable Instruments) adicionais para configuração avançada.

A aplicação permite igualmente a inserção de comandos customizados de processamento de sinais antes da visualização no domínio de frequência, permitindo assim efectuar análise avançada, sendo igualmente possível a análise no domínio temporal, em directo ou depois da aquisição, através do software MATLAB. A Keysight continua a ser a única empresa de instrumentação de teste e medida que vende e suporta o software MATLAB directamente, oferecendo assim uma solução completa. O software MATLAB está incluído na opção de aplicação Keysight N8832A-001.
 
“Esta aplicação FDA oferece formas bastantes importantes de visualizar e fazer medições no domínio da frequência com um osciloscópio em tempo real, ampliando as capacidades tradicionais destes instrumentos e permite superar desafios específicos de análise de sinais”, explica Dave Cipriani, vice-presidente e director geral da divisão de osciloscópios e protocolos da Keysight. “Além disso, se um projecto ou medição exigir análise no domínio da frequência para além das capacidades convencionais existentes, torna-se possível adaptar toda a solução para ir ao encontro dessas necessidades”.
 
Esta nova opção de aplicação Keysight N8832A-001 tem um preço de $5000 e está disponível de imediato.
 
  > Mais informação sobre a opção N8832A-001 de análise no domínio de frequência para os osciloscópios da Keysight

Tags:

Posted in Test & Measurement Posted Aug 14, 2014 3:01:00 PM

Aqui na Elektor já nos estamos a preparar para a participação mais importante de sempre na tradicional feira bienal de electrónica na Messe Munchen, de 11 a 14 de Novembro, 2014. Desta vez, a Elektor vai estar representada directamente pelos Elektor.LABS, para além da presença reforçada da nossa equipa editorial, e temos muitas actividades planeadas para quem participar naquela que é a mais importante feira de electrónica no mundo.

A Electronica 2014 é uma oportunidade valiosa para qualquer profissional da electrónica, cada vez reflectindo mais a importância dos avanços na tecnologia digital, circuitos integrados e sistemas embebidos. Desde 1964 que a Electronica tem vindo a reflectir as tendências mais importantes da tecnologia, oferecendo uma perspectiva completa da indústria internacional.

A feira de Munique foi curiosamente criada por iniciativa das empresas norte-americanas que, na época, procuravam uma plataforma internacional de expansão. Agora, a Electronica está a celebrar os 50 anos e prevê a presença de 2700 expositores e mais de 70.000 visitantes de todo o mundo, reflectindo em simultâneo o mercado de componentes e aplicações de sistemas, bem como dos serviços.

No programa para 2014, a Electronica está a planear espaços reforçados na área das aplicações automóveis, sistemas embebidas, aplicações de saúde e iluminação, para além das áreas que já vêm sendo introduzidas de segurança e eficiência energética. O programa de conferências e fóruns irá explorar directamente estes temas em grande profundidade. De acordo com os cálculos da Associação Industrial Alemã de Fabricantes de Sistemas Eléctricos e Electrónicos (ZVEI), o mercado global nesta área cresceu em cerca de 3% no ano transacto, atingindo um volume de facturação de aproximadamente 3,7 triliões de euros. Os mercados americano e asiático continuam a impulsionar esse crescimento, beneficiando directamente a indústria alemã onde o crescimento no primeiro trimestre de 2014 foi precisamente de 3%, em relação ao do ano anterior.

No ano de 2012 (a Electronica realiza-se de dois em dois anos), quase metade dos 73,051 visitantes e 63 por cento dos 2669 expositores vieram de fora da Alemanha. Sendo um evento baseado de forma equilibrada entre a exposição, conferência e fóruns, este ano a Electronica vai novamente tentar reflectir as tendências da indústria, sendo que o foco da tradicional mesa redonda inaugural vai focar a “Internet das Coisas: Possibilidades, Desafios e Questões de Segurança”.

Nos próprios pavilhões da exposição, vários fóruns convidam a uma acesa troca de ideias e ao diálogo com tópicos directamente relacionados com as áreas de exposição, tal como as aplicações automóveis e sistemas embebidos, para além do Fórum de Expositores e Mercado de Componentes e PCB. Estes tópicos são naturalmente explorados a fundo nas sessões da conferência Electronica 2014.

Na parte específica da conferência dedicada à electrónica automóvel – uma área chave que reflecte directamente os interesses das maiores empresas alemãs do sector – a associação ZVEI irá promover, no dia 10 de Novembro, uma sessão especial dedicada às tendências e estratégias da indústria. Intervenientes nessa sessão que decorre no Centro Internacional de Congressos de Munique, estarão representantes da Audi, BMW, Daimler, Freescale, Infineon, Intel, Osram, Renesas e Visteon. Este ano, o foco vai estar na iluminação, fusão de sensores e conectividade.
 
Na área das plataformas embebidas, a conferência Electronica 2014 vai olhar pela segunda vez para novas tecnologias e soluções concretas para desenvolvimento. Esta parte da conferência decorre nos dias 12 e 13 de Novembro, já em paralelo com a feira. Outra área importante será o Congresso Wireless, nos mesmos dias, onde especialistas internacionais vão discutir aspectos técnicos relacionados com o presente e futuro das tecnologias sem fio, sobretudo na área crescente das aplicações industriais.
 
  > Visitar o website da Associação Industrial Alemã de Fabricantes de Sistemas Eléctricos e Electrónicos (ZVEI)
 
  > Visitar o website da Electronica 2014

Tags:

Posted in Test & Measurement Posted Aug 14, 2014 3:01:00 PM

A National Instruments (NI) anunciou recentemente o lançamento do seu controlador CompactRIO com um processador Intel Atom e tecnologia FPGA Xilinx Kintex-7, melhorando assim o desempenho e facilitando a integração de sistemas, nomeadamente com o software LabVIEW 2014 que agora ganhou novas capacidades para adquirir, analisar e visualizar dados.

O novo sistema CompactRIO Software-Designed Controller da NI permite resolver alguns dos maiores desafios da engenharia, integrando as mais recentes tecnologias embebidas da Intel e Xilinx de forma a oferecer uma solução integrada de alto desempenho e flexibilidade, suportada pelo software LabVIEW 2014 e NI Linux Real-Time. Segundo a NI, o CompactRIO é ideal para aplicações de controlo avançado em ambientes industriais, oferecendo processamento de alto desempenho, com funções de trigger programáveis e capacidades de transferência de dados das soluções modulares C Series I/O.

“A arquitectura LabVIEW RIO ultrapassa as fronteiras dos sistemas embebidos tradicionais e oferece a melhor plataforma pronta a usar para resolver os desafios mais exigentes de controlo e monitorização”, explica Jamie Smith, director de sistemas embebidos da NI. “A nossa abordagem nesta plataforma permite que as equipas de desenvolvimento e engenharia possam trabalhar com confiança em novas aplicações embebidas, sem desperdiçarem tempo de desenvolvimento e recursos”.

De acordo com Shahram Mehraban, responsável global de mercados de energia e aplicações industriais do Intel Internet of Things Group, “a colaboração entre a Intel e a NI permite que todos possam beneficiar das tecnologias de processamento mais recentes, com as especificações mais exigentes. Ao trabalharmos em estreita colaboração com a NI durante as etapas iniciais de desenvolvimento do produto, tornou-se possível implementar o mais recente processador Intel Atom também para este segmento”.

As capacidades melhoradas de hardware da solução CompactRIO são potenciadas pelo processador Intel Atom de duplo núcleo e FPGA Kintex-7, permitindo processar mais canais e implementar filtro e algoritmos de controlo ainda mais complexos. Beneficiando de uma extensa comunidade de aplicações e código aberto para o sistema operativo Linux em tempo real, esta solução beneficia igualmente de uma interface de utilizador embebida que permite implementar facilmente qualquer dispositivo a controlar e criar rotinas de interface com custo reduzido de componentes.

A solução permite igualmente fácil integração de câmaras e sistemas de visão, que podem ser conectados via USB 3.0 ou ligação Gigabit Ethernet, com suporte directo no sistema operativo NI Linux Real-Time ou integração directa numa aplicação, usando o sistema Vision IP para transformar o sistema FPGA num poderoso co-processador de imagem.

Actualmente disponível em versão de 4 slots, o CompactRIO irá ficar disponível em versão de 8 slots mais para o final do ano, confirma a NI.

Novas funções LabVIEW 2014
 
Ao mesmo tempo que foi anunciado o sistema CompactRIO, a NI acaba de anunciar actualizações ao software de desenho de sistema LabVIEW 2014. O LabVIEW 2014 cria uma plataforma através da qual se torna mais simples interagir com hardware através da reutilização do mesmo código e processos de engenharia entre sistemas, tornando simples a evolução para soluções mais complexas no futuro, poupando tempo e dinheiro.

“Usar o LabVIEW com o hardware CompactRIO da NI permitiu implementar um dos maiores sistemas municipais de distribuição de energia na América do Norte, criando uma solução descentralizada e distribuída com menos custos e menores riscos, em menos tempo. Esta solução permite adquirir, analisar e visualizar dados para estabelecer as prioridades nos projectos, melhorando a estabilidade da rede e optimizando toda a gestão”, explica Bob Leigh, presidente e CEO da empresa LocalGrid Technologies para explicar as vantagens desta combinação.

A nova versão do LabVIEW 2014 inclui novas capacidades de pesquisa de dados em rede para utilizadores do sistema DataFinder Federation; novos algoritmos integrados para análise, quer para o sistema operativo NI Linux Real-Time como para as funções de visão em FPGA; acrescentando igualmente um Data Dashboard que permite criar facilmente interfaces móveis para visualização de dados sem a necessidade de recorrer a programação específica.

Além disso, a nova versão do LabVIEW inclui 13 novas funções para optimização de código, ferramentas tutoriais online para aplicações LabVIEW RIO incluídas no serviço de software activo e novas ferramentas da LabVIEW Tools Network, tal como o LabSocket System da Bergmans Mechatronics. Este sistema permite acesso remoto a aplicações LabVIEW directamente a partir de um simples browser em computadores desktop ou dispositivos móveis, sem a necessidade de instalação de plug-ins específicos de browsers ou de licenças cliente.

O software LabVIEW 2014 simplifica igualmente a aquisição de ferramentas complementares e outras aplicações específicas através das suites LabVIEW.
 
  > Saber mais sobre o novo LabVIEW 2014
 
  > Visitar o website da NI para mais informações sobre o CompactRIO

Tags:

Posted in Test & Measurement Posted Jul 31, 2014 1:12:07 PM

In a recent press release the Saelig Company Inc have announced that they will be distributing a new 100MHz four-channel benchtop oscilloscope from Owon. The Far-Eastern manufacturers have been building a reputation for quality...

Read More
Posted in Test & Measurement Posted Jul 30, 2014 11:43:26 AM

A história pioneira de uma grande empresas norte-americana chamada Hewlett-Packard está cheia de detalhes curiosos sobre o facto de os seus líderes que herdaram a tradição de “Bill” Hewlett e Dave Packard nunca terem conseguido aceitar bem o facto de a empresa ter nascido justamente na área da instrumentação e teste e medida.

Por isso, assim que o negócio principal da HP passou a ser a informática e nomeadamente as impressoras, a divisão de instrumentação foi separada na Agilent Technologies, em 1999, poucos anos antes da catastrófica fusão com a Compaq, em 2002. Mas agora é a própria Agilent que, entretanto se tornou numa empresa sobretudo de semicondutores, a anunciar a separação definitiva do seu negócio de teste e medida numa empresa separada, denominada Keysight Technologies e cujo nome e logo foram finalmente revelados ao mundo.
 
Esta etapa foi confirmada em Setembro de 2013 pela Agilent Technologies, quando os seus responsáveis actuais anunciaram os planos de separação em duas empresas, alienando o seu negócio de teste e medida. A nova empresa, que agora sabemos finalmente se chama Keysight Technologies, começou a funcionar oficialmente como subsidiária – para já totalmente detida pela Agilent – no dia 1 de Agosto de 2014. Está previsto que a separação total das duas empresas seja concluída em Novembro de 2014, onde o mais provável é que entretanto a Keysight venha a conhecer um novo dono.

A Keysight Technologies é assim a nova marca de instrumentação electrónica da Agilent Technologies, sendo notável que, apesar de toda a gente se tentar ver livre deste negócio, a Keysight continua a ser o líder de mercado nos seus principais segmentos de negócio que são a indústria de comunicações, aeroespacial, defesa e indústria. A Agilent fica basicamente com o negócio de semiconductores e a Keysight com tudo o resto.

Ron Nersesian, que assume como presidente e CEO da nova Keysight afirma: “Neste momento em que lançamos a nova empresa, temos consciência da nossa rica herança como parte da Agilent e, antes disso, da Hewlett-Packard. Temos também consciência das nossas responsabilidades e compromissos para com os nossos accionistas, clientes e empregados. Estamos confiantes nas oportunidades que se avizinham e que nos irão permitir focarmo-nos exclusivamente na medição electrónica e demonstrar as nossas tecnologias de vanguarda, tal como os nossos clientes esperam de nós”.
 
A Keysight Technologies está actualmente a apostar em áreas de negócio crescentes, tal como sistemas de teste e medida para sistemas de comunicação wireless, criando a própria marca novas soluções sem fios e equipamentos modulares, para além de soluções de software. A Keysight irá continuar igualmente a expandir a sua oferta na área de soluções de desenvolvimento e ferramentas para a indústria, instalação e operação de equipamentos electrónicos.
 
  > Conhecer a nova Keysight Technologies

Tags:

Posted in Test & Measurement Posted Jul 23, 2014 12:13:00 PM

CONTACT US